O MR.BANINHA ADVERTE: "O Uso continuado deste blogue, causa histeria colectiva, dores no alto ventre, micoses várias, leves sintomas de Tourette, e uma incapacidade inexplicavel de pronunciar «Zingarelho» sem provocar tremuras no lábio superior..."

#Congeminações do Baninha | Os Caloteiros...

Tenho andado a pensar, e por mais que pense, não consigo encontrar a resposta, bem a resposta até encontro, mas isso é na teoria, e na prática? Não estão a perceber nadica de nada do que estou para aqui a dizer, mas eu explico, vou-vos explicar sucintamente, o que quero dizer, e qual o meu ponto de vista sobre os caloteiros.

Portugal, vive uma crise, ou outra coisa parecida, já todos nós sabemos. Portugal enfrenta um grave problema de se financiar, porque está "rotulado", por aqueles senhores das "Agências Funerárias", desculpem, de "Rating" (eu prefiro chamar de cotação) de que é um estado caloteiro. Já sabemos que a Grécia, a Irlanda, e agora se calhar a Espanha e a Itália também vão levar chapa 5.

Ora, os "Caloteiros" não pagam a ninguém, todos nós sabemos isso, todos nós temos caloteiros no nosso dia-a-dia, e sentimos por diversas vezes o efeito do calote, e atrevo-me mesmo a dizer que todos nós já fomos uma vez caloteiros, vá lá, não façam essa cara, até vos soube bem.
Os caloteiros, são muitas vezes levados a Tribunal, para que se encontre uma forma de os fazer pagar, indo muitas vezes, ao ordenado com penhora de  bens em nome do dito Caloteiro.

Mas, isso é ao individuo, porque a um país, como é que isso se processa? Qual é o credor que vai levar um país a Tribunal? Não pode ser. Não estou a ver O "Magnata" fulano de tal, a chegar ao Tribunal da Boa Hora, e a meter uma acção Judicial contra Portugal porque ele é Caloteiro. E mais a mais, arrisca-se a esperar anos a fio por uma decisão, isto se não ocorrer nenhum erro judicial ou incidente pelo meio, senão então, mais lhe vale esquecer a acção e a dívida.

Então, passando novamente para o individuo, se este já não me paga e não, sendo eu um credor, vou-lhe aumentar os juros para ele ainda sentir mais o esforço, e não se endividar, e ele vai financiar-se noutro sítio, mas como está conotado como "Caloteiro" por aqueles senhores que falei no inicio dos "Rating", leva com juros agravados, em montantes "Pornográficos" que é para ver se se emenda. O que vai acontecer a este individuo, é a morte lenta de dolorosa, pois não me vai pagar nunca, mas lá que eu recebo uma dose de juros astronómica e escandalosa que quase me dá para esquecer a dívida do caloteiro, lá isso dá, só não esqueço porque sou sovina, e não montei uma santa casa, mas sim uma máquina bem oleada de fazer dinheiro à custa da desgraça dos caloteiros.

O sujeito, vai acabar por não ter nada, nem cu, nem calças para me poder pagar, e eu mais tarde ou mais cedo, vou ter de esquecer a dívida, melhor, vou ter de ir explorar outro caloteiro, porque o primeiro já esgotou a capacidade, e está seco, dali já não tuge nem muge, e eu já não ganho os juros com o cameloide, enquanto durou, foi bom, mas um dia acab-se a "Mama".

É o que se vai passar, com Portugal, com a Grécia, com a Irlanda e com todos aqueles bons samaritanos que um dia sonharam que podiam ter uma moeda única (€) mais forte do que o dólar, e principalmente que podiam ter agentes financeiros a trabalhar sem rei nem roque, assim à larga, tipo máfia "Calabresa".
Quando Portugal, e todos estes estados que estão a ser atacados porque pertencem ao (€) falirem, e não tiverem capacidade de pagar as suas dívidas, serão todas perdoadas, ou irão todos presos? É uma dúvida que me assiste, e que me atormenta. Preferia que fossem todos presos.
Enviar um comentário
OBRIGADO PELA VISITA, E SE GOSTOU, RECOMENDE.