O MR.BANINHA ADVERTE: "O Uso continuado deste blogue, causa histeria colectiva, dores no alto ventre, micoses várias, leves sintomas de Tourette, e uma incapacidade inexplicavel de pronunciar «Zingarelho» sem provocar tremuras no lábio superior..."

#Congeminações do Baninha | E pronto, coiso e tal...

E porque hoje é 6ª feira, e me puseram a vir aqui atirar postas de pescada, eu resolvi escolher uma notícia ao calhas e fazer um resumo da mesma, com um toque pessoal em 250 palavras, portanto não se espantem, se ficarem a meio de uma ideia ou raciocínio, mas regras são regras, e eu não estou para brincadeiras. O meu nome é Carlos Rocha, tenho vergonha de dizer a idade, pois esta devia ser sinónimo de juízo, o qual algumas vezes me falta por breves instantes.

O rei do “Jet Set”, aquele que nem é carne nem é peixe, antes pelo contrário, o José Castelo Branco, anda fugido à justiça, mas os média preferem dizer “Incontactável”. Segundo uma notícia do JN, que dava conta, que esta ave rara, seria um “apreciador” e participante em, imagine-se, Orgias, sim, ouviram bem, ORGIAS!!! Que se realizavam em hotéis de luxo, nas grandes cidades do Porto, Lisboa e “Cascais”. 

Segundo a Polícia, os agentes querem interrogar o “Marchante” (que deve ter marchado tanta vez) na qualidade de testemunha (não de Jeová, porque ele nega ter visto o acidente) num processo de alegado tráfico de armas de um sujeito de Famalicão, que ameaçava a própria mulher de arma em punho, se ela não participa-se na festa, segundo queixas da mesma. 

A mulher contou às autoridades, que era muito difícil entrar no jogo, porque cada vez que ia tentar levar com o “tautau” e o “coiso”, o Castelo Branco roubava-lhe o “coiso”, levando ela só o “tautau” o que chega a uma certa altura, que cansa, para além de que isso aleija.

A Lady Betty, e nem digo o 2º nome dela para não dar um nó na língua, também participava como Voyeur, neste espectáculo, organizado pelo seu esposo(a), mas segundo ela, metade não percebia porque eles faziam aquilo muito rápido, e parecia que estava a ver os marretas, o que lhe causava imensa graça.  Já imagino a Betty, a rir-se que nem uma desalmada, e a cair esparramada no chão, pois a quantidade de botox facial que tem, sempre que se ri, levanta as pernas desafiando a gravidade. 

Bom já vou nas 400 palavras, por isso vou ficar por aqui, e a história não ficou a meio, só porque me apeteceu, e também porque ninguém me chamou a atenção para tal. Para semana há mais, ou não. Fui!

Artigo Publicado aqui e no "Maus da Fita Métrica" Outro espaço onde participo também.
Enviar um comentário
OBRIGADO PELA VISITA, E SE GOSTOU, RECOMENDE.