O MR.BANINHA ADVERTE: "O Uso continuado deste blogue, causa histeria colectiva, dores no alto ventre, micoses várias, leves sintomas de Tourette, e uma incapacidade inexplicavel de pronunciar «Zingarelho» sem provocar tremuras no lábio superior..."

ASAE...

A propósito da normalização "de tudo e mais alguma coisa" na C. Europeia Lembrei-me destas questões que gostaria de ver respondidas pela ASAE:

1
Se as hóstias forem feitas com trigo transgénico, o sacerdote não deveria informar os fiéis?

2
O vinho da eucaristia não deveria ser armazenado em garrafas rotuladas?

3
A lavagem que o sacerdote faz do cálice não deveria ser feita pelo menos com um detergente, ou com água a não sei quantos graus?

4
A patena onde se colocam as hóstias para consagração também não deveria ser limpa?

5
As hóstias não deviam ser entregues em embalagens individuais?

6
O sacerdote não deveria usar pinças ou luvas para entregar as hóstias?

7
Quando se comunga de duas espécies, também se serve vinho a quem aparente possuir anomalia psíquica ou esteja embriagado?

8
Os menores de 16 anos também podem comungar das duas espécies, e assim beber vinho?

9
No rito da adoração da cruz, o santo lenho não deveria ser esterilizado após cada ósculo?

10
No Domingo de Ramos, onde é que a malta vai buscar os ramos de palmeira ou de oliveira?

11
As peças do Presépio não deveriam ter a marca 'CE'?

12
O incenso espalhado pelos turíbulos pode ser de ópio ou cannabis?

13
A água da pia ou fonte baptismal não deveria desinfectada com cloro, ou coisas assim?

14
Os bebés não deveriam estar de touca?

15
Como é que se controla a qualidade da água benta que é aspergida pelo híssope?

16
E por fim: Os vasos dos santos óleos não deveria ser embalado em embalagens munidas com sistema de abertura que perca a sua integridade após a sua utilização e que não sejam passíveis de reutilização?
Enviar um comentário
OBRIGADO PELA VISITA, E SE GOSTOU, RECOMENDE.